top of page

Autoestradas do Douro Litoral investe dois milhões em sustentabilidade

As diversas iniciativas vão permitir reduzir o consumo de energia e aumentar a eficiência energética da infraestrutura rodoviária que lhe está concessionada.


Autoestradas do Douro Litoral

A Autoestradas do Douro Litoral (AEDL), concessionária das autoestradas A41/CREP, A32 e A43, no âmbito da sua política de ESG, acaba de aderir ao UN Global Compact, a maior plataforma de sustentabilidade do mundo, que propõe às empresas um referencial para negócios responsáveis, baseado em declarações e convenções das Nações Unidas.


Para Tiago Rodrigues, CEO da AEDL, “a sustentabilidade é, e tem de continuar a ser, uma prioridade das empresas a nível global. Não basta falar, é necessário agir e é por esse motivo que, na AEDL, estamos empenhados em seguir este caminho. A adesão ao UN Global Compact reafirma o nosso compromisso e as iniciativas que temos já em curso comprovam que queremos, efetivamente, fazer o que está ao nosso alcance para melhorar a eficiência da nossa operação e contribuir para um futuro mais sustentável”.


“Com a adesão ao UN Global Compact, a AEDL assume o compromisso de incorporar, na sua operação, estratégias e processos, os Dez Princípios da iniciativa que se focam nas áreas dos direitos humanos, práticas laborais, proteção ambiental e anticorrupção. Com a aplicação deste processo, a AEDL irá aumentar o seu contributo para o alcance das metas da Agenda 2030 das Nações Unidas”, refere a concessionária.


Atualmente, a AEDL, no âmbito da sua estratégia de sustentabilidade, está a investir dois milhões de euros em diversas iniciativas que vão permitir reduzir o consumo de energia e aumentar a eficiência energética.


São disso exemplo a substituição de cerca de três mil luminárias convencionais por LED nos túneis, nós de acesso e praças de portagem. Mas também avança com a instalação de centrais de painéis fotovoltaicos, com uma capacidade total de cerca de 90 kWp, no Centro de Operações, em Medas, e nos túneis do Covelo (A41/CREP) e de Seixo Alvo (A32).


A concessionária fala ainda na instalação de carregadores para veículos eléctricos no Centro de Operações, contribuindo para a aceleração da Mobilidade Elétrica e consequente redução de emissões de gases com efeito de estufa.


Leia a notícia na íntegra aqui

bottom of page